Sétima vítima de febre amarela no RJ morava na zona rural de Porciúncula

Febre Amarela

A sétima morte causada por febre amarela no Rio de Janeiro foi de um homem de 53 anos morava em Pedra Elefantina, zona rural de Porciúncula, no Noroeste Fluminense. Segundo a Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde, a vítima não tomou a vacina e começou a passar mal no início de maio. O homem foi internado no Pronto Socorro de Porciúncula e transferido para o Hospital São Sebastião, no Rio de Janeiro, onde morreu no dia 20 de maio.

O diagnóstico foi confirmado por exames laboratoriais feitos pela Fiocruz e o caso confirmado pela Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde confirmou nesta quarta-feira (24).

No total, 16 casos de contágio de febre amarela silvestre em humanos foram confirmados no estado. Em fevereiro, um morador de Porciúncula morreu em um hospital de Itaperuna.

De acordo com o município, equipes fazem vacinação volante no local onde o homem morava. Cerca de 13.200 pessoas foram vacinadas na cidade até esta quarta-feira (24).

Anúncios

Obrigado por acessar nossa página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s