Colheita do café em Varre-Sai, movimenta R$ 36 milhões na economia da cidade

Intitulada “Capital do Café” através da Lei 6726/14 por ser o maior produtor de café do Estado do Rio de Janeiro, Varre-Sai, no Noroeste Fluminense, produz cerca de 27% do café do estado. A colheita vai até o fim do mês de agosto e a cultura do grão promete movimentar R$ 36 milhões na economia do município.

A previsão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é que a produção de café do Estado do Rio para 2017 seja de 307 mil sacas, sendo 220 mil sacas produzidas na região Noroeste Fluminense. Deste total, 82 mil sacas serão produzidas em Varre-Sai.

O município possui hoje 600 propriedades de café, equivalendo a 4 mil e 100 hectares plantados com o grão. São quatro mil pessoas envolvidas com a cafeicultura, o que representa 75% do agronegócio do município.

Segundo o técnico do Ministério da Agricultura e presidente da Cooperativa de Café do Norte Fluminense Ltda (Coopercanol), José Ferreira Pinto, o café de Varre-Sai teve uma melhora significativa na qualidade nos últimos anos.

Um dos fatores apontados por José é que o consumidor reconhece a necessidade de pagar mais por um café de qualidade, o que consequentemente acaba remunerando mais o agricultor que vai se esforçar para melhorar a produção do grão.

“A gente sente a satisfação do produtor que ao melhorar a qualidade do seu produto quer fazer um café cada vez melhor. E o fortalecimento da Coopercanol vai beneficiar o produtor com o preço justo para o café e isso vai incentivar novos plantios, mais tecnificados, consequentemente, teremos lavouras mais produtivas”, disse.

O prefeito de Varre-Sai, Dr. Silvestre (PSD), falou da expectativa do fortalecimento da Coopercanol no município.

“A Prefeitura vê esse trabalho da Coopercanol com grande esperança até por trazer para o município os recursos gerados pelo ICMS de um produto processado aqui, que acaba gerando renda para os municípios exportadores”, frisou o prefeito.

Um projeto da Secretaria de Agricultura é a plantação de 500 mil mudas de café no Horto Municipal para serem distribuídas em dezembro como mais uma forma de incentivar a produção de café.

“O que a Prefeitura está investindo na produção de café é para justamente buscarmos a melhoria na qualidade dos grãos para que assim o produtor consiga um melhor preço no seu produto”, afirmou o secretário de Agricultura Antônio Carlos Celebrini.

E para isso, também oferece um laboratório para degustação de café para que os cafeicultores possam conseguir um melhor preço no seu produto. Os interessados em utilizar o laboratório devem procurar a Secretaria das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira.

G1 Norte Noroeste

Anúncios

Obrigado por acessar nossa página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s