Condenado por fraude contra o SUS, médico itaperunense é preso pela Polícia Federal

PolíciaInvestigado desde 2012 em processo de estelionato, o médico itaperunense Ronald Crespo, o Dr. Roninho, foi preso na tarde desta quarta-feira (19), por agentes da Polícia Federal, no interior de seu consultório, no Centro da cidade. Condenado a pena de quatro anos e cinco meses em regime semi-aberto, ele era apontado com autor de desvios de verbas dos SUS, através de seu hospital particular (já extinto), que funcionava em Italva, inclusive, cobrando por atendimento a pacientes já falecidos.

21/07/2012 – RELEMBRE:

Policiais da Delegacia Fazendária (DelFaz) apreenderam, na manhã desta terça-feira, na Casa de Saúde Imaculada Conceição, em Italva, documentos que reforçam as investigações sobre o desvio de verbas dos SUS e incriminam o diretor de Serviços de Saúde, o médico Ronald Faria Crespo, candidato do DEM a prefeito de Itaperuna. Segundo a delegada assistente da DelFaz, Izabela Santoni, foram encontrados boletins para emissão de autorizações de internação com o diagnóstico da doença e o tipo de operação, assinados por Ronald e outros médicos, mas sem o nome dos pacientes.

— Os documentos reforçam o desvio de dinheiro público. A investigação da Delegacia Fazendária e a auditoria da secretaria de Saúde do estado já apontavam indícios de fraudes no SUS. Essa apreensão é muito importante, pois o fato de haver documento assinados sem o nome do paciente, caracteriza crimes como peculato, falsidade ideológica e formação de quadrilha —explicou a delegada, que vai ouvir os depoimentos de funcionários e do candidato a prefeito de Itaperuna.

Segundo a delegada, há dezenas desses boletins, a maioria para emissão de autorizações de internação com o objetivo de fazer cesarianas. Também foram encontrados pedidos para histerectomia abdominal, ou seja, a retirada do útero para evitar a gestação (esterilidade). Ela disse também que o médico pode responder por crimes relacionados à Saúde Pública, uma vez que na casa de Saúde não havia gerador no centro cirúrgico. A unidade já funciona há 43 anos em Italva e recebe pacientes de municípios vizinhos.

A juíza da Vara Criminal de Italva, Samara Freitas Cesário, expediu mandados de busca e apreensão na unidade e na Central Reguladora de Internações do noroeste fluminense. Durante a operação da DelFaz, batizada de “Protocolo Fantasma”, os investigadores também encontraram na casa de Saúde, Autorizações de Internação Hospitalar (AIHs) de 2008 até os dias de hoje, quando há suspeitas de que a fraude ocorreu. Já na Central Reguladora, responsável pela autorização das internações, foram emitidas as listagens de todos os procedimentos realizados nos últimos cinco anos. Não foi necessário apreender os computadores, uma vez que isso poderia prejudicar a vida dos pacientes que buscam por internação na área.

 Fonte: O Globo

21/07/2012 – RELEMBRE:


Policiais da Delegacia Fazendária (DelFaz) apreenderam, na manhã desta terça-feira, na Casa de Saúde Imaculada Conceição, em Italva, documentos que reforçam as investigações sobre o desvio de verbas dos SUS e incriminam o diretor de Serviços de Saúde, o médico Ronald Faria Crespo, candidato do DEM a prefeito de Itaperuna. Segundo a delegada assistente da DelFaz, Izabela Santoni, foram encontrados boletins para emissão de autorizações de internação com o diagnóstico da doença e o tipo de operação, assinados por Ronald e outros médicos, mas sem o nome dos pacientes.


— Os documentos reforçam o desvio de dinheiro público. A investigação da Delegacia Fazendária e a auditoria da secretaria de Saúde do estado já apontavam indícios de fraudes no SUS. Essa apreensão é muito importante, pois o fato de haver documento assinados sem o nome do paciente, caracteriza crimes como peculato, falsidade ideológica e formação de quadrilha —explicou a delegada, que vai ouvir os depoimentos de funcionários e do candidato a prefeito de Itaperuna.


Segundo a delegada, há dezenas desses boletins, a maioria para emissão de autorizações de internação com o objetivo de fazer cesarianas. Também foram encontrados pedidos para histerectomia abdominal, ou seja, a retirada do útero para evitar a gestação (esterilidade). Ela disse também que o médico pode responder por crimes relacionados à Saúde Pública, uma vez que na casa de Saúde não havia gerador no centro cirúrgico. A unidade já funciona há 43 anos em Italva e recebe pacientes de municípios vizinhos.


A juíza da Vara Criminal de Italva, Samara Freitas Cesário, expediu mandados de busca e apreensão na unidade e na Central Reguladora de Internações do noroeste fluminense. Durante a operação da DelFaz, batizada de “Protocolo Fantasma”, os investigadores também encontraram na casa de Saúde, Autorizações de Internação Hospitalar (AIHs) de 2008 até os dias de hoje, quando há suspeitas de que a fraude ocorreu. Já na Central Reguladora, responsável pela autorização das internações, foram emitidas as listagens de todos os procedimentos realizados nos últimos cinco anos. Não foi necessário apreender os computadores, uma vez que isso poderia prejudicar a vida dos pacientes que buscam por internação na área.


 Fonte: O Globo

Obrigado por acessar nossa página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s