Quem divulgar crimes em rede social poderá ser preso

A Proposta prevê punição, por incitação à violência, para quem divulgar crimes na internet ou em redes sociais.

A pena poderá ser de até seis meses de detenção para quem oferecer, transmitir, vender, publicar ou divulgar registros de crime violento ou conteúdos que induzam à prática.

A punição será dobrada em caso de apologia ao crime, ou seja, elogiar ou defender crimes, por meio de sistemas de internet ou redes sociais.

Além disso, se for o autor do crime quem divulgou a cena, ele poderá ter a pena estipulada pela Justiça aumentada.

O objetivo é punir a disseminação de conteúdo violento por meio das redes sociais.

A proposta também criminaliza a exposição de nome ou identificação de suspeito com intenção de provocar linchamento da pessoa a quem se atribui o crime.

O texto foi aprovado na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, da Câmara Federal.

Ele é um substitutivo do deputado Capitão Wagner, do Pros do Ceará, ao Projeto de lei mil 307, de 2019.

O parlamentar alterou a redação original para garantir que não haverá crime nos casos em que a divulgação ocorrer no cumprimento do dever legal, como por exemplo, em decorrência de investigações criminais ou de publicações jornalísticas.

A matéria ainda vai passar pelas comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Folha de Italva

Obrigado por acessar nossa página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s